NFP-Brasil
Seja bem-vindo(a) ao NFP-Brasil! Por favor logar-se!

Você ainda não tem uma conta no NFP-Brasil? Para se cadastrar basta clicar no botao 'Registrar-se'. Após a insercao de seus dados um e-mail lhe será enviado para a ativacao da sua conta!

Team NFP-Brasil

Quando o Corpo Consente - Livro

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quando o Corpo Consente - Livro

Mensagem por Dana em Sex Dez 09, 2011 1:59 pm

* 6 de Abril *

Por que Paule escolheu ser parteira? Seria por causa de sua
velha vizinha e amiga que, segurando-lhe as mãos, afirmou: "Você
tem mãos de parteira"? Paule tinha então cinco anos! Isso foi há
mais de meio século. Nessa época, as crianças ainda eram trazidas
pela cegonha. Quando Paule perguntou o que era uma parteira,
sua mãe adiou a explicação para depois: "Quando você
crescer, vai ficar sabendo ...!"A pergunta sem resposta a intrigou
por muito tempo. Aos dezoito anos, atraída pela medicina, fez
um estágio num pequeno hospital de província. Queria refletir
bem, antes de escolher um ramo da medicina ou da paramedicina.
Foi lá que Paule assistiu ao primeiro parto. Não havia sala
reservada para isso nem parteira: o médico interno dava plantão
em todas as seções e fazia os partos sozinho. E foi então que
Paule se decidiu: ia ser parteira.

Aos dezenove anos, entrou na escola de parteiras de Bordaux.
Ao terminar os estudos, foi trabalhar
num hospital particular m Paris. Naquela época as parteiras
faziam todos os partos .O medico só era chamado em caso
de cirurgia. Paule verificava o ritmo cardíaco do bebê pelo estetoscópio
- não existia aparelho de monitorização - e controlava
com a mão e o relógio a intensidade e a duração das contrações.

* 13 de abril

"Maud, minha vizinha ruiva, aquela que eu encontrava na escada
subindo com dificuldade seu barrigão até o quinto andar, deu
à luz ontem. Quando lhe perguntei se tudo tinha corrido bem
respondeu com voz fraquinha: "Ótimo!" Depois disse que foi
preciso usar fórceps. Mas logo acrescentou que não sentira nada
porque lhe deram a peridural e haviam feito uma episiotomia. Eu
me pergunto que palavra Maud teria empregado para descrever
seu parto se não tivesse sido necessário o uso de fórceps ..."Super-
ótimo?"

Não é a primeira vez que ouço mães que passaram pelo trio
peridural-episiotornia-fórceps empregarem palavras no superlatrvo,
mas evasivas. Como se o encadeamento fosse tão banal que
não houvesse motivo para queixas ou para reclamações, nem ao
menos para lamentar. Entretanto, não consigo entender como os
fórceps ou a episiotomia podem ser vividos de coração alegre,
de corpo alegre.


Mesmo que Maud não tenha sentido nada, cabe-lhe
o direito de estar aborrecida ou triste. Mas são sentimentos
que uma jovem mãe não se permite. Já que o bebê está são e
salvo, ela não ousa expressar sentimentos negativos. Não ia ficar
bem, seria chocante. A jovem mãe esquece tudo, perdoa tudo
quando tem seu bebê nos braços. Aliás, em geral ela já nem sabe
bem o que aconteceu com ela. E a amnésia pós-parto. Tanto melhor,
ou tanto pior? Em todo caso, é pena que todo mundo se contente
com disfarçar ou adormecer a dor aparente e deixe de lado
a outra, mais profunda e difícil de levar em conta: a dor da alma
magoada, do corpo cuja integridade foi espezinhada. A carga do
não-dito pesa muito no coração e no corpo das mães. É duro
viver com uma dor que nem se ousa enunciar."

--------------------------------------------

Dois trechinhos do livro, que é um diário de gravidez, comentado por uma terapeuta corporal (mãe da gravida que escreve) e sua parteira. Ma-ra-vi-lho-so e leitura obrigatória para quem quer parto vaginal (normal ou humanizado)!

Ensinam exercícios de relaxamento para a gravidez e hora do parto, devorei o livro em 1 hora! hehehe

Quem quiser, pdf aqui:
http://partonobrasil.blogspot.com/2010/07/quando-o-corpo-consente.html


link do pdf:

http://www.das.ufsc.br/~mafra/O.Corpo.Consente.pdf

_________________

Madrinha do Ursinho n.2 da Lilix que por aí vem!Very Happy

Dana
Aqui é como minha casa

Número de Mensagens: 1797
Idade: 28
Localização: são paulo, sp
Data de inscrição: 03/09/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando o Corpo Consente - Livro

Mensagem por lilix em Sex Dez 09, 2011 7:46 pm

Obrigada por compartilhar, Dana! Smile

_________________
 
Dinda do Heitor, filho da Patyta

lilix
Admin

Número de Mensagens: 5707
Idade: 35
Localização: Alemanha
Data de inscrição: 08/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quando o Corpo Consente - Livro

Mensagem por crisanc27 em Qui Set 13, 2012 3:45 pm

Meninas que já tiveram seus bebês ou que estão gravidinhas, gostaria de saber quem já teve ou pretender ter um parto humanizado, para podermos compartilhar informações e idéias.

crisanc27
Participo com frequencia

Número de Mensagens: 107
Idade: 31
Localização: São Paulo
Data de inscrição: 02/07/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum